Profecia Celestina

News

sábado, novembro 29, 2008


Mulheres fúteis e mulheres interessantes

4
Acabei de retornar do shooping center de minha cidade, e como sempre minha mãe sempre gosta de parar e olhar bolsas e essas coisas de mulher. Eu estava cansada e com fome (novidade !) e fui me sentar em um dos bancos que tinha lá perto e passei a observar as pessoas nem sei o porque mas comecei a reparar principalmente nas mulheres. Tinha algumas lindas, bonitas, feias, horrorosas , sérias, piriguetes... e por aí vai. E cada uma que fui vendo comecei a classifica-las como ou mulheres fúteis, que só pensam em si e coisas desse tipo e outro pelas mulherer que me pareceram interessantes.

E claro, como toda pessimista pensei que poderia haver mais mulheres fúteis, mas para minha decepção ( ou alegria !) na minha classificação quem obteve mais "pontos" foram as mulheres interessantes, mas além disso percebi uma coisa... as mais interessantes estão em sua maioria solitárias, elas podem até estar com alguém mas algo me dizia que isso não as completava. Já as mulheres fúteis se preenchem ou com silicone ou com homens toda noite. Não sei pra que me serviu essa observação, mas me tirou um grande peso nas costas : as interessantes ainda são maioria.

sexta-feira, novembro 28, 2008


Cause we are back

2
Voltei galera, bem fiquei um bom tempo sem postar porque meu computador tinha estragado, ai graças a deus comprei outro e agora estou aqui. Mudei o lay de novo, gosto desse é mais simples (:.

Bem, andei lendo alguns livros nesse tempo off daqui e tem um que recomendo Onze minutos do Paulo Coelho, olha tem gente que acha Paulo Coelho uma literatura inutil ( conheço uma pessoa assim ), mas eu li o livro e gente me apaixonei de verdade, nunca tinha lido um livro dele, mas esse me chamou a atenção. Eu não vou escrever um resumo aqui até porque tô cansada e também pra fazer vocês irem ler , vale a pena. Quem ler depois me avisa (:

Lembrete: 7 de dezembro - Meu aniversário

terça-feira, novembro 25, 2008


I'm not here

3
Vou ficar um pouco ausente aqui durante um tempo, estou sem computador.
Nem dá pra responder os comentários, mas assim que voltar e tiver tempo terei prazer em respondê-los.
obrigada desde já,
Betty

sábado, novembro 22, 2008


Nós

6

Nós bebemos demais, fumamos demais, comemos demais, gastamos sem critérios, dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e oramos raramente.Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores.Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos freqüentemente.Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos.Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho.Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio.Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores.Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos. Planejamos mais, mas realizamos menos.Aprendemos a nos apressar e não, a esperar. Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos menos. Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta; do homem grande de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias.Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados.Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas 'mágicas'.Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na despensa.Lembre-se de passar mais tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão aqui para sempre.Lembre-se de dar um abraço carinhoso num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer.Lembre-se de dizer 'eu te amo' à sua companheira (o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, ame.... mais, ame muito.Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm lá de dentro.O segredo da vida não é ter tudo que você quer, mas querer tudo que você tem!Por isso, valorize o que você tem e as pessoas que estão ao seu lado

George Carlin

Saindo de viagem, volto amanha !

Tags: Música nova / Lay novo / Ano novo

quinta-feira, novembro 20, 2008


Celular maldito

5
Até que enfim consegui um tema ou um acontecimento pra mim descrever e contar aqui no blog (: então vamos começar.
Hoje minha amiga resolveu fazer tipo uma aventura na escola, e ela sem querer deixou seu celular comigo, dizendo que ia depois que iria pegar de volta, o que acontece é que a aula acabou e ela ainda não tinha voltado pra pegar o celular. A "coisa" ( minha amiga) tinha ido embora, tá ai depois ela me ligou falando pra mim levar no outro dia, até ai tudo bem. Mas ela ta de rolo com um menino ai e ele sempre liga pra ela no celular dela, e ela pediu para que eu levasse até a casa dela ( eu não tinha ideia de onde ela morava ). Ela me passou o endereço, chamei meu tio ( que é moto-taxi) e lá fomos nós levar o bendito celular da menina. Demoramos 30 minutos pra achar a maldita casa , quando achamos fui lá entreguei o celular, peguei o dinheio da corrida (6,00 - mas ela me deu 10) e fui indo embora. Até que resolvi entregar o dinheiro pro meu tio... cadê o dinheirooo ??? Voltamos lá na casa da menina e nãao tava lá, de repente começa a chuver muitooo, mas muito mesmo e eu lá encharcada com uma nopta de 10 na mão, pra resumiir, fiquei encharcada até a cabeça ... a sorte é que a mãe da minha amiga tava chegando e me ofereceu carona pra mim ir pra casa, se não fosse por isso ainda estaria lá na casa da minha amiga tomando chuva .

terça-feira, novembro 18, 2008


A vida ensina

1
Estava fuçando na net e acabei achando um texto bem interessante, vou colocá-lo aqui para vocês. Quando eu tiver uma idéia minha de post eu coloco aqui, enquanto isso não acontece aproveitem os textos rsrsrs .

A vida ensina

Se você pensa que sabe; que a vida lhe mostre o quanto não sabe.
Se você é muito simpático mas leva meia hora para concluir seu pensamento; que a vida lhe ensine que explica melhor o seu problema, aquele que começa pelo fim.
Se você faz exames demais; que a vida lhe ensine que doença é como esposa ciumenta: se procurar demais, acaba achando. Se você pensa que os outros é que sempre são isso ou aquilo; que a vida lhe ensine a olhar mais para você mesmo.
Se você pensa que viver é horizontal, unitário, definido, monobloco; que a vida lhe ensine a aceitar o conflito como condição lúdica da existência.Tanto mais lúdica quanto mais complexa.
Tanto mais complexa quanto mais consciente.Tanto mais consciente quanto mais difícil.
Tanto mais difícil quanto mais grandiosa. Se você pensa que disponibilidade com paz não é felicidade; que a vida lhe ensine a aproveitar os raros momentos em que ela (a paz) surge.
Que a vida ensine a cada menino a seguir o cristal que leva dentro, sua bússola existencial não revelada, sua percepção não verbalizável das coisas, sua capacidade de prosseguir com o que lhe é peculiar e próprio, por mais que pareçam úteis e eficazes as coisas que a ele, no fundo, não soam como tais, embora façam aparente sentido e se apresentem tão sedutoras quanto enganosas. Que a vida nos ensine, a todos, a nunca dizer as verdades na hora da raiva.
Que desta aproveitemos apenas a forma direta e lúcida pela qual as verdades se nos revelam por seu intermédio; mas para dizê-las depois. Que a vida ensine que tão ou mais difícil do que ter razão, é saber tê-la. Que aquele garoto que não come, coma.
Que aquele que mata, não mate. Que aquela timidez do pobre passe.
Que a moça esforçada se forme. Que o jovem jovie.
Que o velho velhe. Que a moça moce. Que a luz luza. Que a paz paze.
Que o som soe. Que a mãe manhe. Que o pai paie. Que o sol sole. Que o filho filhe. Que a árvore arvore.
Que o ninho aninhe. Que o mar mare. Que a cor core. Que o abraço abrace. Que o perdão perdoe.
Que tudo vire verbo e verbe. Verde. Como a esperança. Pois, do jeito que o mundo vai, dá vontade de apagar e começar tudo de novo. A vida é substantiva, nós é que somos adjetivos.


"O amor... Ah, o amor...
O amor quebra barreiras, une facções,
destrói preconceitos,
cura doenças...
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado.
E vive a vida mais alegremente..."



Escutando : Colbie Caillat - Midnight Bottle

segunda-feira, novembro 17, 2008


Ter ou não ter namorado, eis a questão

4

Quem não tem namorado é alguém que tirou férias remuneradas de si mesmo. Namorado é a mais difícil das conquistas. Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia. Paquera, gabira, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão é fácil. Mas namorado mesmo é muito difícil.

Namorado não precisa ser o mais bonito, mas ser aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio, e quase desmaia pedindo proteção. A proteção dele não precisa ser parruda ou bandoleira: basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição.

Quem não tem namorado não é quem não tem amor: é quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem três pretendentes, dois paqueras, um envolvimento, dois amantes e um esposo; mesmo assim pode não ter nenhum namorado. Não tem namorado quem não sabe o gosto da chuva, cinema, sessão das duas, medo do pai, sanduíche da padaria ou drible no trabalho.

Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar lagartixa e quem ama sem alegria.

Não tem namorado quem faz pactos de amor apenas com a infelicidade. Namorar é fazer pactos com a felicidade, ainda que rápida, escondida, fugidia ou impossível de curar.

Não tem namorado quem não sabe dar o valor de mãos dadas, de carinho escondido na hora que passa o filme, da flor catada no muro e entregue de repente, de poesia de Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes ou Chico Buarque, lida bem devagar, de gargalhada quando fala junto ou descobre a meia rasgada, de ânsia enorme de viajar junto para a Escócia, ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo, tapete mágico ou foguete interplanetário.

Não tem namorado quem não gosta de dormir, fazer sesta abraçado, fazer compra junto. Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor nem de ficar horas e horas olhando o mistério do outro dentro dos olhos dele; abobalhados de alegria pela lucidez do amor.

Não tem namorado quem não redescobre a criança e a do amado e vai com ela a parques, fliperamas, beira d'água, show do Milton Nascimento, bosques enluarados, ruas de sonhos ou musical da Metro.

Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos, quem não se chateia com o fato de seu bem ser paquerado. Não tem namorado quem ama sem gostar; quem gosta sem curtir quem curte sem aprofundar. Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim de semana, na madrugada ou meio-dia do dia de sol em plena praia cheia de rivais.

Não tem namorado quem ama sem se dedicar, quem namora sem brincar, quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem esperar o outro ir junto com ele.

Não tem namorado que confunde solidão com ficar sozinho e em paz. Não tem namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmo e quem tem medo de ser afetivo.

Se você não tem namorado porque não descobriu que o amor é alegre e você vive pesando 200Kg de grilos e de medos. Ponha a saia mais leve, aquela de chita, e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com margaridas e ternuras e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado, saia do quintal de si mesma e descubra o próprio jardim.

Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo de sua janela. Ponha intenção de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fada. Ande como se o chão estivesse repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteio.

Se você não tem namorado é porque não enlouqueceu aquele pouquinho necessário para fazer a vida parar e, de repente, parecer que faz sentido.


Arthur da Távola ( meu idolo )


"A vida é curta,... quebre regras, perdoe rapidamente, beije demoradamente, ame vorazmente, ria incontrolavelmente, e nunca deixe de sorrir, por mais estranho que seja o motivo. A vida não pode ser a festa que esperávamos, mas enquanto estamos aqui, devemos dançar..."


sábado, novembro 15, 2008


Too close

3
Era... sim, você era muito importante pra mim... mas simplismente acabou, infelizmente. Tudo começou tão rapido, se você soubesse e entendesse maiis, tudo poderia ter sido diferente ! Mas não era pra você ser meu, é nãao era. Fiz de tudo, não dga que não, mas quem sou eu pra controlar os sentimentos ???Simplismente agora já deu de vc, cansei disso tudo, das conversas fiadas, dos dados ... acabou.
Com fui tola, agora vs não mais pertence a mim, se é quem um dia pertenceu... mas sem arrependimentos, vou continuar... vivendo, errando, aprendendo ...


(Post sobre minha decepção com a minha amiga, é... perdi pra uma amiga, pior a melhor amiga :/ mas agente supera ! ,aaa... pretendo postar mais hoje ! abs para todos )


quinta-feira, novembro 13, 2008


Um minuto

6

- Alô?
- Olha, eu só tenho 1 minuto ...

[D'Black]
Por onde quer que eu vá, vou te levar pra sempre.
A culpa não foi sua.
Os caminhos não são tão simples, mas eu vou seguir...
Viajo em pensamento, numa estrada de ilusões
que eu procuro dentro do meu coração.

[Refrão]
Toda vez que fecho os olhos é pra te encontrar.
A distância entre nós não pode separar
o que eu sinto por você, não vai passar.
1 minuto é muito pouco pra poder falar.
A distância entre nós não pode separar.
E no final... Eu sei que vai voltar!

(Telefone desligando)

[Negra Li]
Por onde quer que eu vá, vou te levar pra sempre.
A vida continua (a vida continua)
Os caminhos não são tão simples, temos que seguir...
Viajo em pensamentos, numa estrada de ilusões
que eu procuro dentro (procuro dentro)... Do meu coração.

[Refrão]

Toda vez que fecho os olhos é pra te encontrar.
A distância entre nós não pode separar
O que eu sinto por você, não vai passar.

[D'Black]

Eu sei não vai passar...

[Negra li]
1 minuto é muito pouco pra poder falar.
A distância entre nós não pode separar.
E no final... Eu sei...

[D'Black]

Que no meu coração.

[Negra Li]

Aonde quer que eu vá.

[D'Black]

Sempre levarei

[D'Black e Negra li]

O Teu sorriso em meu olhar!(Em meu olhaar !)

Toda vez que fecho os olhos é pra te encontrar.
A distância entre nós não pode separar
O que eu sinto por você, não vai passar.
1 minuto é muito pouco pra poder falar.
A distância entre nós não pode separar.
E no final...

[Negra Li]

Eu sei que vai voltar. Ohh ohh... Eu sei que vai voltar!



Uma musiquinhaa pra vocês (: to meio sem criatividade pra postar :/ mas ta aii ! beijos ;@

quarta-feira, novembro 12, 2008


O amor maduro

4
O amor maduro não é menor em intensidade.Ele é apenas silencioso.Não é menor em extensão.É mais definido colorido e poetizado.Não carece de demonstrações.Presenteia com a verdade do sentimento.Não precisa de presenças exigidas.Amplia-se com as ausências significativas.O amor maduro tem e quer problemas, sim, como tudo.Mas vive dos problemas da felicidade.Problemas da felicidade são formas trabalhosas de construir o bem, o prazer.Problemas da infelicidade não interessam ao amor maduro.Na felicidade está o encontro de peles, o ficar com o gosto da boca e do cheiro do outro - está a compreensão antecipada, a adivinhação, o presente de valor interior, a emoção vivida em conjunto, os discursos silenciosos da percepção, o prazer de conviver, oequilíbrio de carne e de espírito.O amor maduro é a valorização do melhor do outro e a relação com a parte salva de cada pessoa.Ele vive do que não morreu, mesmo tendo ficado para depois, vive do que fermentoucriando dimensões novas para sentimentos antigos, jardins abandonados, cheios de sementes.Ele não pede, tem.Não reivindica, consegue.Não percebe, recebe.Não exige, oferece.Não pergunta, adivinha.Existe, para fazer feliz.

Artur da Távola

Antes de ir, quero agradecer a todos que vistaram o blog :) a visita de vcs é que me dá forças para escreveeer ! ;@

domingo, novembro 09, 2008


Vaidades

4
Agora a pouco tava assistindo televisão, e passou uma reportagem sobre as academias. E achei muito interessante que elas crescem até 30% perto dessa época de verãao, praia e sol. As pessoas ficam mais interessadas em ficar bem na praia, e percebo isso atée em mim mesma. Entrei na academia a 6 meses, mas não pensei bem na saúde, pensei na praia em que teria que ficar semi nua, e acho que é nisso que as pessoas pensam mesmo, a saúde que venha depois.
Agora falando de vaidade, escutei a alguns dias atraves de meu pai uma história que me fez pensar até onde somos capaz pela beleza. O chefe do meu pai era careca, mas não inteiramente - ainda tinha cabelos nas partes laterais e no fundo - acredito que ele não gostava muito disso e quando foi a São Paulo resolveu se submeter a uma cirurgia onde ele tirou 40 cm de cabelo das partes onde tinha e costurou onde não tinha , só de pensar nisso já me arrepio toda. Continuando, pensando que a recuperação seria fácil fez sem pensar nos riscos e tudo mais, resultado : tá com 50 pontos na cabeça e seu cabelo agora parece de boneca ( tufos de cabelos não uniformes espalhados pelo couro cabeludo) ! Até onde a vaidade vai ???

sábado, novembro 08, 2008


Profecia Celestina

0
Quem lê o nome do blog provavelmente não deve saber o que é a profecia celestina. Não é um nome que eu mesmo criei, é de um livro que estou lendo - muito interessante por sinal - e por isso quis escrever um blog com esse nome, obviamente não vou falar sobre o livro, as vezes posso citar ele aqui, mas o ponto principal não vai ser isso. Já tive outros blogs, totalmente inuteis, por isso resolvi criar outro onde posso escrever sobre assuntos "maduros" . Eu considero oficialmente aberto o blog A profecia celestina !