Profecia Celestina

News

segunda-feira, maio 03, 2010


O dia em que meu coração inflou

9
Titulo estranho, mas não encontrei melhores palavras para descrever essa próxima lembraça que vou contar para vocês. Minha mãe sempre quis um terceiro filho, e junto com ela vinha minha irmã que queria um irmãozinho. Meu pai e eu não falavamos nada, eu sinceramente não sei o que meu pai pensava disso, mas eu sabia o que eu pensava e era suficiente pra mim. Mais um irmão ?NÃO, NÃO E NÃAO.Como vocês podem ver eu fui bem resitente, mas mesmo que eu não quisesse, isso ia acabar acontecendo. Um certo dia uma pessoa liga pra gente ( era uma conhecida) e nos oferece um fim de semana com um bebê que era filho de uma prima nossa (essa prima era usuária de drogas e não tinha condições de cuidar do bebê, ah , e não foi ela quem ligou, a criança já estava com outra pessoa). Minha mãe aceitou na hora, ela e minha irmã - como era de se esperar - ficaram super animadas. Eu sinceramente tive vontade de morrer, não era isso que eu queria, eu queria ficar só eu e minha irmã !! Era pedir demais ?? Eu fui com a minha mãe buscar o dito cujo , e quando eu o vi gente ... ele era tão lindo, tão fofo, e tão frágil (ele tinha 5 meses). Minha mãe pegou ele para um fim de semana "teste" pra ver se era isso mesmo que ela queria. E depois desse fim de semana ele nunca mais foi embora. Hoje, ele(o Felipe) , tem 5 anos e é o rei da casa rsrssr e a alegria também. Mesmo ás vezes ele sendo chato, e bagunceiro, e chato ... tudo compensa. Vai dizer que não ?

segunda-feira, abril 26, 2010


Peixe fora d'agua

7
Estava lendo um texto no blog De Freud a fofoca e vi um texto que eu simplismente me impressionei. Além de ser bem escrito, tudo que estava dizendo ali, parecia estar se referindo a minha pessoa. Entendeu ?? Não? Vou explicar. Ela estava desabafando sobre o porque dos amigos dela só verem ela como a satinha, a ingênua e que ela não pensava que nem eles sobre algumas coisa. Bem pra ficar menos confuso resolvi colocar um pedaço do post aqui porque se eu tentar colocar em minha palavras não soar da mesma forma.
"Sempre me senti como um peixe fora d'água. Sabe quando você se pergunta o que tá fazendo aqui, que não pra servir de "chacota" pros outros? (Se é que vocês já pensaram nisso). Bem, é exatamente assim que me sinto (na maioria das vezes). E antes fosse o resto do mundo, mas são meus próprios amigos que me deixam assim.Não que eles estejam, explicitamante, debochando da minha cara, mas eu tenho a impressão de que estão sempre me subestimando.(...)O fato é que eu não gosto muito de sair (e daí?), de ficar com 10 na mesma festa (e daí?), de beber, de fumar, de falar palavrão, de dormir com o prmeiro que aparecer (e daí?). E daí? E daí? E daí?????????????? Sou bem tranquila e responsável (responsável, não paranóica) e esses não são os meus hobbies preferidos, obrigada! Só porque não consigo agir, falar ou pensar como eles (e não farei nunca, porque já tentei e sai frustrada. Não consigo ser diferente de quem sou.), não é motivo para erguerem um altar e me colocarem em um pedestal para adoração.Poxa!Eu sou assim, e só porque não faço parte da maioria esmagadora não quer dizer que sou idiota ou santa. É como se eles olhassem pra mim e dissessem: "Coitadinha, tão inocente, tão bobinha, tão santinha ( a pior de todas e que eu já escutei um milhão de vezes)".AAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!!!!!Que ódio. Bando de caras-pálidas, IMBECIS. Parem de subestimar a minha inteligência só porque não faço parte de um padrão "teen" estúpido e medíocre, que acha que sabe e pode tudo."

quinta-feira, abril 22, 2010


Quem conseguiu, persistiu!

6
Sorte de hoje :Muitas das grandes realizações do mundo foram feitas por homens cansados e desanimados que continuaram trabalhando. A persistência é algo que parece faltar em muitos de nós nos dia de hoje. Quando começamos algo e simplismente paramos no meio do caminho isso é desistir. Sim, nós somos e sentimos como derrotados. Persistir é insitir em uma meta/objetivo e mesmo que apareça alguns ou muitos obstáculos no caminho conseguimos dribla-los e continuamos. Parece fácil escrevendo, mas não é. Eu, por experiência própria já vivi em alguma situação que me exigisse um pouco mais de insistência. E por mais que eu queria dizer a você que eu consegui passar por cima e vencer, não fui capaz. E o pior é que depois da nossa desistência vemos tudo que perdemos e tudo que poderíamos ter se tornado. Por isso eu hoje digo a vocês : PERSISTA E NÃO DESISTA! Isso tudo é muito clichê mas não quer dizer que não esteja certo. Quando conseguimos persistir e não desistimos, conseguimos passar por obstáculos cada vez maiores, por isso é tão importante persistir. Eu sei que não é um caminho fácil, mas acredite quando você chegar lá, no topo, no final da sua meta você verá que tudo valeu a pena !

domingo, abril 18, 2010


Estamos de volta

2

Eu sei que eu sempre faço isso. Eu venho posto uma vez, abandono por meses e depois digo que voltei pra valer. Mas dessa vez eu creio que seja permanente.
Eu to muito sem tempo, mas me deu uma vontade imensa de voltar a atualizar aqui pra vocês, ter qe visitar e ler vários blogs super interessantes... mas então vou dar uma divulgada aqui e arrumar um contador hehehe. Estamos novamente reabertos amores !

quinta-feira, fevereiro 04, 2010


Quem sou eu ?

1
Meu nome é Amanda Franzão Soldi, não sei ao certo sobre o que escrever, apesar de saber que sobre mim...temo não me conhecer o suficiente para isso. O que eu sei é que sou extremamente timida, a ponto de afetar em todos os aspectos de minha vida.
Me realaciono bem com as pessoas em geral, só não m peça para dar o primeiro passo na conversa, isso eu não consigo.
Adoro ler e ter livros, mesmo que esse hábito acabe por deixar minha casa toda entulhada. Acho o objeto livro fascinante.
Tenho 17 anos,estou cursando o último ano do colegial e há tantas coisa que desejo realizar que está ficando impossivel escolher apenas um curso hehehe.
Não, eu não tenho namorado, mas acho que ainda sou normal. Minha irmã de 13 anos de tão extrovertida que é já esta quase arrumando um namorado para ela. Eu morro de vontade de namorar, só que eu fantasio demais, fico esperando que um principe venha em seu cavalho branco e me pegue em seus braços e que sejamos felizes para sempre. Obvio que isso não acontece no mundo real, mas não custa sonhar né ?
Se eu pudesse mudar uma coisa em mim... bem, não seria somente uma coisa que eu mudaria, seriam várias: ser menos orgulhosa,menos timida, mais sorridente,masi persistente.
Sou feliz com quem eu me tornei, com quem eu sou hoje e acho que no fim é isso que realmente importa.
Texto desenvolvido durante uma aula, onde o professor colocou a questão:"Quem sou eu?". Desculpem pela falta de atualização do blog, mas nunca me esqueci daqui! Beijos me liga
Amanda